Exibido em: 09.09.2019
TRIÂNGULO DAS ESCUTAS

Esquema de grampos da PM envolvia outros estados e mais vítimas; veja vídeo

Conexão Poder

DA REDAÇÃO

O esquema de ‘barriga de aluguel’ usado em Mato Grosso para grampear políticos, jornalistas, servidores públicos, entre outros, conforme investiga o processo da Grampolândia Pantaneira, pode atingir vítimas de outros estados.

A revelação foi feita pelo juiz Marcos Faleiros, responsável pela 11ª Vara Militar de Cuiabá, que julga o envolvimento de militares no esquema.

Em entrevista ao Conexão Poder, o juiz afirmou que há indícios de que os envolvidos na Grampolândia, tenham feito um cruzamento de escutas, para atender interesses de outros envolvidos em outros estados.

“Têm indícios e um monte de número e dados que não têm nada a ver com aquela situação ali, que são anexados naquela determinada operação e têm que se investigar até que ponto havia esse cruzamento, esse convênio de uma organização criminosa, de violação de intimidade das pessoas em vários estados (...) Eu só espero como cidadão que essas situações todas sejam investigadas pelo menos”.

Veja vídeo