Exibido em: 02.02.2019

BRIGA DE GALLO

FEX é aspirina; Estado tem rombo de R$ 150 milhões por mês

DA REDAÇÃO

O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo revelou, em entrevista ao Programa Conexão Poder, que Mato Grosso possui rombo que chega a R$ 150 milhões por mês, mas nega que o decreto de calamidade, aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador Mauro Mendes (DEM) na semana passada, signifique que o Estado vai dar calote.

"Devo não nego, pago quando puder". Assim o jornalista Paulo Coelho definiu o decreto durante a entrevista.

Outro ponto polêmico da entrevista é relacionado ao parcelamento de salários dos servidores. Questionado sobre a promessa de campanha do governador em voltar a pagar os vencimentos dentro do mês trabalhado, Gallo declarou que essa é uma meta estipulada para o terceiro ano de Governo, ou seja, em 2021.

A proposta neste momento, segundo o secretário, é garantir o pagamento integral dos servidores no dia 10, inicialmente, depois trabalhar para que os pagamentos sejam dentro do mês.

Na entrevista você acompanha ainda a ‘luta’ do Estado para receber o Fundo de Auxílio às Exportações e repasses emergenciais da União, além da dificuldade de pagar a dívida dolarizada que vence em março. Assista entrevista na íntegra.

 




Programas anteriores

+ Ver todos