11.09.2019 | 10h:47
Tamanho do texto A - A+

Deputado falta em sessão na Assembleia e tem desconto em salário como punição

DA REDAÇÃO

KAROLLEN NADESKA

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) teve parte do salário e verba indenizatória descontada após faltar à sessão ordinária vespertina de terça-feira (11).

O corte de parte do salário e da VI foi anunciada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), que pediu a convocação dos colegas para um “esforço concentrado” de apreciar ao menos 53 projetos de Lei e Proposta de Emenda à Constituição (PEC) ainda nesta semana, porém, Xuxu teria sido o único que não compareceu na sessão.

O deputado Silvio Favero (PSL) também pode ter alteração no salário, ainda que tenha justificado sua falta. Ele teria deixado o Plenário antes do término da sessão.

De acordo com o ex-deputado José Domingos Fraga, que atualmente, é o “braço-direito” de Botelho na ALMT, “mesmo apresentando uma justificativa”, os deputados faltosos serão penalizados por suas atitudes.

Conforme Fraga, dos 53 projetos colocados à Mesa, apenas 23 foram votados por falta de quórum.

Pautas consideradas “bombas” como a “Cota Zero”, que objetiva o repovoamento dos rios e proíbe o transporte e comercialização de peixes de rios de Mato Grosso, e a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), apesar de ser incluídas no "mutirão", terão um prazo maior para serem votadas. Ainda pode haver a tramitação dos textos na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), para, posteriormente, remanejá-los à segunda votação.

Ainda com relação ao desconto proporcional dos salários dos parlamentares, Fraga disse que deverá constar no holerite da folha do próximo mês.

Outro lado

Em notas, os deputados Xuxu Dal Molin e Silvio Favero destacaram que participaram, na noite de terça-feira, da inauguração do Senai Mato Grosso, em Lucas do Rio Verde, juntamente com o governador Mauro Mendes (DEM). Favero disse que, como deputado estadual, representou a Assembleia Legislativa.