11.09.2019 | 10h:40
Tamanho do texto A - A+

Prefeitura vai triplicar brigadistas e pode suspender atividades em escolas e mudar horário de servidores

DA REDAÇÃO

RAFAEL MACHADO

 O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou a publicação de um decreto, que prevê adoção de algumas medidas para colaborar no combate às queimadas em Cuiabá e ações emergenciais quanto a estudantes e servidores da rede municipal, como a suspensão de atividades físicas e mudança de horário de trabalho de algumas categorias, devido ao forte calor e clima seco.

Entre as medias que devem ser tomadas, o prefeito anunciou que pretende aumentar o número de brigadas. A Defesa Civil do município estuda quantas unidades são necessárias para controlar o combate do fogo.

Ele falou que atualmente há apenas uma unidade que está em funcionamento, mas sua atuação é precária.

“Pretendo triplicar [número de brigadas]. Hoje temos apenas uma e está funcionamento muito precariamente. Entre as medidas que eu mandei estudar é triplicar o número de brigadas para quatro ou cinco, colocaria um em cada região e uma ficaria no Centro”, disse.

“Está tendo muita demanda, muita ligação, muito chamado, e cruzar a cidade, por exemplo, lá do Verdão para conter uma queimada no CPA 4 é um transtorno com trânsito e distância”, acrescentou.

Além do combate às queimadas, o decreto deve trazer medidas para colaborar com a saúde da população devido à umidade relativa do ar em 20%. A porcentagem está bem abaixo da recomendação Organização Mundial de Saúde (OMS), que considera ideal acima de 60%.

“Entre 10h e 19h a umidade relativa do ar está baixando 20%, o que causa um mal-estar terrível limitando várias atividades que podem afetar a saúde da população. Então, reuni emergencialmente com o secretário de assistência social, porque estou preocupado com os idosos. Reuni com o secretário de Educação, estou preocupadíssimo com as crianças e com os profissionais da educação em salas de aulas, especialmente com aulas de educação física”, disse o prefeito que também anunciou que vai tomar medidas aos agentes de trânsitos e aos garis.

Na terça-feira (10), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou um aviso de onda de calor com grau de severidade de grande perigo para Cuiabá e outros 27 municípios do Estado. O alerta informa que há risco de hipertermia ou risco de morte.

Situação de emergência 

O governador Mauro Mendes (DEM) decretou situação de emergência em Mato Grosso. No decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na terça-feira (10), o governador destacou que o Estado registrou mais de oito mil focos de calor em agosto de 2019, cerca de 230% em relação ao mesmo período de 2018.