20 de Setembro de 2021, 16h:50 - A | A

Lives / VEJA O VÍDEO

Secretária sobre perdas na alfabetização: "Ensino não pode ser avaliado como antes"

Ela defende que a educação vive um “divisor de águas” entre o ensino tradicional, em sala de aula, com o ensino híbrido e acredita que a informatização, a conectividade, serão cada vez mais fortes nesse processo educacional.

MÁRCIA MATOS
DA REDAÇÃO




Em entrevista ao Conexão Poder, nesta segunda-feira (20), a secretária de Educação de Cuiabá, Edilene Machado, reconheceu as perdas no rendimento da alfabetização de alunos, mas pontuou que o ensino infantil não pode mais ser avaliado como antes da pandemia.

Ela defende que a educação vive um “divisor de águas” entre o ensino tradicional, em sala de aula, com o ensino híbrido e acredita que a informatização, a conectividade, serão cada vez mais fortes nesse processo educacional.

As aulas da rede municipal retornam em sistema híbrido no dia 27 e não há previsão de quando podem voltar a ser apenas presenciais.

“A gente não pode avaliar as nossas crianças com os mesmos indicadores do período antes da pandemia. É um processo diferente. Então nós temos que fazer essa abertura de avaliação. A gente não pode considerar apenas o que a criança aprende em sala de aula (...) Desde a década de 30 temos esse formato da educação: sala de aula, presencial com professor, sala, cadeira giz e a partir de agora, nós da educação, precisamos evoluir”, declarou.

A secretária revelou ainda que a Educação de Cuiabá vai buscar investir em conectividade dos alunos, por meio do Governo Federal ou com recursos da Prefeitura de Cuiabá.

Assista a íntegra:

Comente esta notícia

Aluno pobre 21/09/2021

A secretária erra em dizer que devemos evoluir no formado da educação. Vejo que essa renovação se dá no âmbito do ensino público, onde a cada dia vemos alunos que concluem o ensino médio sem ao menos saber interpretar um texto ou fazer as 4 operações matemáticas. Enquanto isso no ensino privado mantém aquela metodologia antiga com algumas renovações levando seus alunos a ingressarem em universidades públicas em cursos como medicina, engenharia, arquitetura, etc. E o sujeito que estudou a vida toda em escola pública com essas ditas evoluções, quando entra em uma universidade pública é para cursar História, Geografia, serviço social( necessárias para a formação da sociedade, mas não dá dinheiro), quiçá cursos de auto prestigio se suar muito para cursar em uma privada. Vejo que nossos políticos em nada querem uma melhora do ensino, mas manter a educação como está. UMA MERD@!!!

1 comentários

1 de 1


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER