01 de Outubro de 2021, 11h:05 - A | A

Nacional / DEFENDEU TRATAMENTO PRECOCE

Alexandre Garcia sobre demissão da CNN: "Quem estabelece o que é falso ou não é?"

Demitido, ele segue defendendo o uso de remédios e já negocia outros contratos de trabalho

DA ISTOÉ




“Essa história de fake news é uma invenção para carimbar nas pessoas que contrariam aquilo que eles acham que tem que ser o pensamento dogmático, pensamento único”, disse Alexandre Garcia, em entrevista à Jovem Pan.

Demitido da CNN após defender o tratamento precoce contra a Covid-19, ele segue defendendo o uso de remédios comprovadamente sem eficácia na prevenção à doença. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do “O Globo”, o jornalista de 80 anos está negociando um contrato com a rádio.

“Em 50 anos de jornalismo, em 80 anos de vida, eu nunca vi uma situação como essas, em que se estabelece o que é falso e o que não é. Mas quem estabelece?”, questionou o jornalista em entrevista ao canal “Pingos nos Is”, da Jovem Pan, antes de completar com a resposta.

“[Quem estabelece] é um personagem de órgão, do [livro] ‘1984’, que estabelece isso. Leu na cartilha, teve a cabeça sequestrada por algum professor e resultou nisso. Infelizmente, é isso que estamos vivendo. E o pior de tudo é o silêncio de muitos que deviam estar defendendo a liberdade de expressão”, concluiu.

“É resultado de um tipo de desespero, de muita gente que perdeu a oportunidade de receber dinheiro do governo através de verbas polpudas que compravam muitas publicações, muitas pessoas, Tem 1.000 dias de abstinência, essa abstinência faz roncar o estômago e as bocas, é uma reação, um desespero. Antes era mais fácil. Não precisava de talento, não precisava se ater aos fatos”, declarou ele, que trabalhou 30 anos na Rede Globo.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER