15 de Julho de 2021, 13h:33 - A | A

Nacional / CPI DA COVID

Depoente confessa que recebeu auxílio emergencial

“No momento, eu precisava. Não me orgulho disso, já falei que já entrei no Ministério para devolver e estou aqui para prestar esclarecimentos”

JORNAL DE BRASÍLIA




O representante da Davati no Brasil, Cristiano Carvalho, afirmou à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), após ter negado mais cedo, que ele teria se cadastrado no sistema para receber o auxílio emergencial. “Eu vou retificar a informação e dizer que fui eu mesmo que fiz.” Carvalho era pressionado pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO), que tentava obter o nome da pessoa que havia feito o cadastro, já que, mais cedo havia informado que um “colega de dia a dia” havia feito o cadastro.

Segundo Cristiano, durante abril de 2020, ele precisava do dinheiro. “No momento, eu precisava. Não me orgulho disso, já falei que já entrei no Ministério para devolver e estou aqui para prestar esclarecimentos sobre o que for necessário”, concluiu.
Marcos Rogério, então, relembrou a fala anterior do depoente. “O depoente acaba de narrar que mentiu conscientemente diante da CPI da Pandemia, sendo o caso da prisão em flagrante.”

Antes de se declarar responsável, o representante havia se recusado pela primeira vez a responder a pergunta. “Vou me resguardar ao direito do silêncio somente nessa questão.” Após isso, ele pediu ao presidente da mesa, o senador Omar Aziz, um tempo para ir ao banheiro.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER