13 de Agosto de 2021, 10h:52 - A | A

Nacional / PRISÃO DE DEPUTADO

Jefferson integra núcleo para desestabilizar instituições, diz Moraes

Ex-deputado e presidente nacional do PTB foi preso na manhã desta sexta-feira (13/8) pela Polícia Federal

METRÓPOLES




O ex-deputado federal e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, foi preso, na manhã desta sexta-feira (13), por suposta participação em uma organização criminosa digital montada para atacar a democracia.

Na decisão, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirmou que o político faz parte do núcleo do grupo que tem, por um de seus fins, desestabilizar as instituições republicanas.

A prisão foi autorizada por Moraes e efetuada pela Polícia Federal (PF), no âmbito da petição (PET) 9844.

De acordo com o despacho que autorizou os mandados de prisão e de busca e apreensão, a PF citou ataques contra integrantes de instituições públicas, como o STF e o Congresso Nacional, feitos pelo ex-deputado federal em redes sociais e entrevistas.

O objetivo, segundo a PF, era desacreditar o processo eleitoral brasileiro, reforçar o discurso de ódio e gerar animosidade dentro da própria sociedade brasileira, promovendo o descrédito dos Poderes da República.

A PF relatou também que Roberto Jefferson comparou a comunidade LGBTQ+ a criminosos, xingou ministros do STF de “satanazes” e “bruxos” e chamou o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, de “macaco”.

“Esses elementos demonstram uma possível organização criminosa — da qual, em tese, o representado faz parte do núcleo político —, que tem por um de seus fins desestabilizar as instituições republicanas, principalmente aquelas que possam contrapor-se de forma constitucionalmente prevista a atos ilegais ou inconstitucionais”, assinala Moraes.

“A corte venezuelana começou a prender os conservadores, censurar as rádios conservadoras, fechar as tevês conservadoras, prender os deputados conservadores. Mudar os calendários das eleições. Anular sem explicação as eleições. Mudar na apuração quem foram os eleitores. Toda hora tem denúncia de fraude na eleição. Olha como é que as coisas são semelhantes ao Brasil… narco-ministro… Hoje já há várias suspeitas no Brasil. […] A narco-corte constitucional da Venezuela…porque o narcotráfico em vez de gastar dinheiro para comprar 600, compra 11”.

Intervenção militar

“Nós precisamos fazer uma Constituinte pra mudar tudo. Mas eu acho que vai atrasar demais o país. O país não pode esperar mais. Eu defendo o artigo 142 da Constituição. Uma intervenção do poder moderador e garantidor das Forças Armadas”.

Urubus

“Eles queriam denunciar o presidente num crime de mandato, porque essa turma do Supremo, esses 11 urubus que estão lá, eles aceitariam a denúncia contra o presidente e aceita a denúncia ele está afastado”.

Fraudes nas eleições

“As eleições são fraudulentas. Eles não querem o voto publicado, impresso…porque eles não querem o escrutínio público. […] Porque a eleição centralizada no Tribunal Superior Eleitoral, como fez nessa eleição agora, o Barroso, é para fraudar, como eles fraudaram o resultado das eleições de prefeito e vereadores”.

Pescoção

“Nós, o povo, fazermos uma pressão no dia da CPI, invadirmos aquele troço e colocar pra fora a pescoção os senadores que compõem a comissão de inquérito. Começando pelo Renan… pescoção no pé da orelha dele, porque moleque a gente trata a pescoção. Aquele Osmar (sic) Aziz… moleque a gente trata a pescoção. E jogar todo mundo dentro daquele lago em frente ao Congresso Nacional, pra ver se eles fazem um batismo em água e Deus entra no coração daqueles satanazes”.

Satanazes

“Eles não voltarão, Ana. O artigo 142 é constitucional. Eles não voltam. O 142, que permite uma intervenção militar agora é sob o comando do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas é o presidente Bolsonaro. É o governo democrático e civil. O artigo 142 é constitucional. É democrático. Você faz uma intervenção agora… aposenta dez ministros do Supremo, menos o Kassio, que tá tendo uma posição discreta, correta e que ouve e que o Bolsonaro nomeou. Mas pega aqueles dez satanazes… as duas bruxas… e os oito satanazes, você aposenta”.

Bruxas

“O TCU é o puxadinho da esquerda. Aquilo lá é igualzinho o Supremo, é igualzinho o Tribunal Superior Eleitoral. Nós estamos precisando fazer uma limpeza. Começando pelo Supremo, o ninho dos urubus e das bruxas. As duas bruxas e os nove urubus. Nós temos que começar a limpar, aposentando aquela turma”.

LGBT, drogados e traficantes

“Quem é que tá com o Lula? LGBT, drogado, traficante, assaltante de banco. Esse é o povo do Lula. [Após ser questionado se coloca LGBTQs no mesmo nível que drogados e traficantes, diz:] Coloco. Coloco. Demolição moral da família. “Não tem homofobia nenhuma. Coloco. É a demolição da família. Colocar a mulher numa posição de capacho. Hoje a agenda da esquerda não é uma agenda de trabalhismo. É identitária. Ela quer jogar a mulher contra o homem. Quer apassivar o homem. Quer virilizar a mulher”.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER