16 de Agosto de 2021, 08h:13 - A | A

Nacional / ACELERANDO A VACINAÇÃO

Queiroga: intervalo de aplicação da Pfizer será reduzido em setembro

Período entre aplicação das doses será reduzido de 90 para 21 dias, conforme previsão em bula. Declaração foi feita neste sábado (14/8)

METRÓPOLES




O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o intervalo de aplicação entre as doses da Pfizer contra a Covid-19 será reduzido em setembro. A declaração foi dada neste sábado (14/8), em Brasília, durante o evento-piloto do Programa de Testagem em Massa contra o coronavírus.

O ministro já havia comentado que a redução seria feita após a vacinação de todos os brasileiros maiores de 18 anos com ao menos uma dose. Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda que o segundo reforço seja administrado após 90 dias. Com a mudança, o prazo cairá para 21 dias, conforme previsto em bula.

“À medida que a gente avance na primeira dose, já se rediscutiu colocar a Pfizer com intervalo de 21 dias. Daí a gente avança na segunda [dose]. [Deve ser em] setembro. Já atingimos 70% da população acima de 18 anos com a primeira dose”, afirmou o titular do Ministério da Saúde.

Em julho, o Metrópoles noticiou que a câmara técnica da pasta decidiu, em conjunto, que a redução do prazo ocorra após a finalização da vacinação dos adultos com uma dose. O órgão publicou nota técnica com recomendações para os gestores estaduais e municipais sobre o tema.

Segundo integrantes da Saúde, estudos mostram que, no atual cenário da pandemia no Brasil, seria mais importante ter um número maior de brasileiros vacinados com a primeira dose do que totalmente imunizados com as duas doses.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER