14 de Setembro de 2021, 09h:27 - A | A

Poderes / CACIQUE DO MDB

Bezerra rasga elogios e diz que Emanuel será seu sucessor

O líder do MDB diz que confia que Emanuel tem o perfil ideal para comandar o partido

DAFFINY DELGADO
DA REDAÇÃO




O presidente do Movimento Democrático Brasileiro em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, afirmou na tarde de segunda-feira (13), que só continua na vida pública porque sua presença ajuda a unificar o partido e chancelou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), como seu sucessor natural na liderança do MDB.

“O meu companheiro Emanuel Pinheiro, prefeito da Capital, é a segunda pessoa mais importante do estado, depois do governador é ele. Prefeito reeleito fez um mandato magistral, para mim foi uma surpresa o mandato que ele fez, porque o Emanuel é bacharel, e bacharel é muito de filosofar, não é muito de executar, mas ele é um bacharel que deu certo, Cuiabá nunca teve na sua história um volume de obras, na área da saúde, da educação, da infraestrutura, na área do lazer, em todas as áreas”, disse durante reunião com prefeitos e vice-prefeitos da sigla no Hotel Fazenda, em Cuiabá.

“Eu estou saindo disso, estou na reta final. O Emanuel não tem 60 anos ainda, tem 56... é um guri ainda. Então alguém vai ter que continuar esse partido, vai ter que dar continuidade ao nosso velho MDB de guerra. O Emanuel é uma dessas lideranças que podem perfeitamente com o êxito que ele está tendo aqui na Capital, na sua administração, ele automaticamente será um líder desse partido”, completou.

Prestes a completar 80 anos, Carlos Bezerra afirmou que disputará sua última eleição em 2022. Para o parlamentar, os dois motivos que o fizeram se manter na vida pública até agora, é a unificação do MDB e seus mandatos têm ajudado os mato-grossenses.

Leia também

Emanuel marca encontro com prefeitos para discutir candidatura

"O desejo meu e da minha esposa é de parar, mas o primeiro motivo é a unidade do partido. A minha presensa ainda é necessária para mantê-lo unido. Se o Bezerra sair hoje o partido se quebra em pedaços. Deixa de ser o partido querido que queremos. Acho que daqui para lá, quase cinco anos, temos condições de eu sair e o comando ficar com uma pessoa agregadora no partido, para continuar com o partido cada vez melhor", declarou.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER