11 de Setembro de 2022, 10h:20 - A | A

Poderes / REPERCUSSÃO NACIONAL

Bolsonaro lamenta a morte de trabalhador em MT por "motivação estúpida"

Declaração foi referente ao assassinato cometido por criminoso com esquizofrenia, que matou o colega de trabalho durante briga por política

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



O presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), se manifestou neste sábado (10) pela primeira vez sobre a morte do trabalhador Benedito Cardoso dos Santos, na zona rural de Confresa (1.169 km de Cuiabá), que virou notícia na imprensa nacional, como sendo vítima de assassinato durante briga por política.

Bolsonaro afirmou que "lamenta qualquer morte que tenha motivação política, ou que tenha motivação por uma briga de torcida de futebol, qualquer motivação estúpida, a gente lamenta isso daí". A declaração foi dada o jornalista Thiago Nolasco, da Rede Record de Televisão. É a primeira vez que o chefe do Executivo Federal se pronuncia sobre o caso.

A informação inicial e que fez com que o crime ganhasse ampla cobertura no noticiário nacional foi que o assassino, Rafael Silva de Oliveira, seria apoiador de Bolsonaro e teria matado Benedito por ele ser apoiador do ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

 

 Contudo, como mostrou o Repórter MT, Rafael tem esquizofrenia e há pelo menos dois anos a sua família iniciou uma batalha jurídica para que ele fosse internado compulsoriamente em uma clínica psiquiátrica, porque apresentava intenção de matar, mas o juiz negou a internação por duas vezes e cinco meses depois ele cometeu o assassinato.

O laudo médico apresentado à Justiça é datado de 2020 e diz que Rafael apresentava, já naquela época, um quadro de “surto psicótico grave” com “delírio persecutório e ideias homicidas”. O documento é taxativo ao dizer que Rafael representava uma ameaça para a própria vida e para a de terceiros.

Mesmo assim, a Justiça de Mato Grosso negou o pedido da família alegando que num contexto de pandemia, a medida poderia colocar a vida de Rafael “em risco”. A decisão foi publicada em 18 de março de 2022, aproximadamente seis meses antes da data do crime.

Rafael confessou a autoria do assassinato para a Polícia Civil de Confresa e relatou como foram desferidas as facadas contra a vítima, nas costas, olhos e testa. Em seguida, ele usou um machado para decapitar Benedito.

Detido em flagrante, Rafael passou por audiência de custódia e teve a prisão convertida em preventiva.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER