19 de Outubro de 2022, 08h:33 - A | A

Poderes / TIROTEIO EM PARAISÓPOLIS

Cidinho descarta atentado, mas pede reforço na segurança de Tarcísio de Freitas

Ex-senador de Mato Grosso é um dos coordenadores da campanha do candidato ao Governo de São Paulo

THAIZA ASSUNÇÃO
DO CONEXÃO PODER



O ex-senador por Mato Grosso Cidinho Santos (União Brasil), um dos coordenadores da campanha do candidato ao Governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que a segurança do ex-ministro será reforçada após ele passar por momentos de terror nesta segunda-feira (17). 

Tarcísio e sua equipe visitava o Polo Universitário de Paraisópolis quando presenciaram um tiroteio. Inicialmente, a fato foi tratado como possível “atentado” contra o candidato.  

"Diante do acontecido, a própria coordenação da campanha decidiu evitar alguns locais críticos e aumentar a segurança. Embora,  nesta reta final, ele também vai ficar mais focado nos programas eleitorais, no debate. Não vai ter mais muitos eventos externos”, disse ao RepórterMT.

 

 Cidinho enfatizou que a coordenação vai aguardar a investigação da Polícia, mas acredita que o candidato não sofreu um atentado. 

 

 “Foi uma coincidência lamentável. Ele estava no lugar errado, na hora errada. Vamos aguardar as investigações da polícia, mas acreditamos que não houve um atentando contra o Tarcísio. É uma questão interna lá [de Paraisópolis] mesmo”, disse. 

 

 O caso  

A Polícia de São Paulo informou que houve um tiroteio entre policiais e criminosos no local.  

Ao menos um homem foi morto no confronto.

No momento da troca de tiros, Tarcísio e sua equipe estavam no terceiro andar do prédio do polo universitário, cumprindo agenda de campanha.  

O candidato deixou o local cerca de 20 minutos depois, acompanhado de seguranças.    

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER