26 de Setembro de 2021, 16h:25 - A | A

Poderes / COBRA AGILIDADE

Com menos de 40% da população imunizada, Mauro reclama: “Não estou satisfeito”

Campanha de vacinação contra a covid-19 começou em 19 de janeiro e ainda não atingiu metade dos mato-grossenses

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO




O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que não está satisfeito com o ritmo da campanha de vacinação contra a covid-19 empregado em Mato Grosso. Nesta semana, o Estado completou oito meses desde o início da aplicação dos imunizantes, mas ainda não garantiu nem 40% da população completamente imunizada.

Para o governador, o ritmo lento de vacinação deve ser cobrado das prefeituras, que são as responsáveis pela efetiva aplicação dos imunizantes na população e a atualização dos sistemas do Ministério da Saúde.

“Com relação à velocidade da vacinação, eu não fiquei satisfeito, não. Mas o papel do governo do Estado é receber as vacinas do governo federal, fazer a logística e entregar as vacinas. Quem aplica são as Prefeituras, sob responsabilidade das secretarias municipais de saúde. Tem Prefeitura que desempenhou muito bem. Parabéns. Mas tem Prefeitura que, infelizmente, não desempenhou bem”, comentou o governador nesta semana.

Mauro lembrou que o governo, em uma estratégia para tentar fomentar a performance dos municípios, passou a divulgar o ranking de aplicação das doses, e revelou que o Estado chegou a fazer uma campanha, ligando para as prefeituras e questionando se precisavam de alguma ajuda para aplicação ou atualização dos dados.

“Temos que reconhecer que melhorou. No começo Mato Grosso aparecia entre os últimos [nos rankings] e agora não somos mais, estamos na mediana”, disse.

O governador ainda ponderou que o atraso na cobertura vacinal se justifica em razão de uma população mais jovem existente em Mato Grosso. Ele lembrou que foi com base no Plano Nacional de Imunização, que priorizou os idosos e pessoas com comorbidades, que o Ministério da Saúde enviou as doses.

“Estados que têm população mais velha receberam, no início, mais vacinas. À medida que o tempo vai passando, vamos recuperando isso, porque o nosso estado tem uma população de faixa etária mais jovem. Agora estamos recebendo até mais vacinas do que eles, então está equilibrando essa conta”, explicou.

Nessa semana, Mato Grosso recebeu um loteamento recorde de imunizantes: foram mais de 201 mil doses de três fabricantes. A expectativa é que, nas próximas semanas, novos lotes com grande carga também sejam enviados e contribuam para o avanço da vacinação no Estado. Atualmente, o município mais avançado na imunização é Santo Afonso, que tem cerca de 70% dos seus pouco mais de 3 mil habitantes já imunizados.

Confira o ranking da vacinação dos municípios aqui.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER