11 de Janeiro de 2022, 08h:43 - A | A

Poderes / SURTO DE GRIPE MONITORADO

Cuiabá mantém volta às aulas presenciais em fevereiro

Segundo o prefeito, apesar de haver risco de colapso na Saúde, ainda não é necessário adotar medidas "drásticas"

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou nesta segunda-feira (10) que a volta às aulas na rede municipal de ensino, agendadas para 7 de fevereiro, ainda estão mantidas. Ele diz que, no entanto, a prefeitura monitora a situação do sistema de saúde da Capital e poderá tomar uma decisão contrária caso o cenário não seja favorável.

“Por enquanto estão mantidas, inclusive graças ao sucesso de imunização da população. Entretanto, estamos acompanhando, monitorando, e essa medida pode mudar a qualquer momento”, observou o prefeito ao chegar para receber sua terceira dose de vacina contra a covid-19.

Emanuel comentou que teme um risco de colapso no sistema de saúde, visto que houve aumento expressivo na demanda, sobretudo em decorrência do surto gripal crescente desde o fim de 2021, e disse estar preocupado que o Estado não forneça novamente uma rede de apoio para a Capital, por meio da reabertura do Centro de Triagem. Contudo, garantiu que o município já adota providências.

O prefeito também negou, neste momento, a adesão a um movimento de novos decretos restritivos para tentar conter a circulação dos vírus, apostando que não haverá a necessidade.

"Estamos monitorando e tudo que tiver que ser feito para proteger a saúde e a vida das pessoas, nós vamos fazer. Mas, por enquanto, não há necessidade. Apesar da preocupação, da ameaça de um colapso na rede, ainda estamos sob controle, porque Cuiabá é uma cidade que planeja”, disse.

Aulas presenciais

Atualmente, os alunos da rede municipal já estão em regime de aulas presenciais desde o fim de setembro de 2021, quando foram iniciadas as aulas em modelo híbrido, com 50% dos alunos ainda estudando de forma remota. As aulas integralmente presenciais foram adotadas, por sua vez, no mês de novembro.

Antes, as aulas ocorreram por mais de um ano apenas de forma online, em razão da pandemia da covid-19. À época, houve intenso debate entre a Prefeitura e o Ministério Público uma vez que, mesmo com as atividades educacionais já sendo consideradas essenciais em Mato Grosso, e a rede estadual retornando às salas de aula, o município tinha a intenção de aguardar o avanço da vacinação dos professores. 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER