26 de Setembro de 2021, 13h:54 - A | A

Poderes / BBB NA PM

Deputado Elizeu diz que é contra câmera em farda: “Tira a liberdade do policial”

No início do mês, o Governo de Mato Grosso anunciou um estudo para a implantação da tecnologia

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO




O deputado estadual Elizeu Nascimento (PSL) afirmou ser contra a adesão de câmeras acopladas às fardas da Polícia Militar em Mato Grosso por considerar que o instrumento pode retirar a liberdade de atuação dos policiais.

A possibilidade de adoção das câmeras foi anunciada pelo ouvidor-geral de Polícia, Lúcio Andrade, no início do mês, durante inauguração da 4ª Companhia Independente de Segurança Institucional, em Cuiabá.

De acordo com o ouvidor, a adoção das câmeras poderia ajudar não apenas na prevenção e punição de crimes, mas também poderia gerar mais segurança para os agentes.

Na visão de Elizeu, o equipamento pode ser benéfico para situações específicas, como o cumprimento de mandados de busca e apreensão ou mesmo de prisão. Entretanto, para o dia-a-dia, ele vê a proposta inviável.

“Não creio que seja esse o caminho. Inibe o profissional, engessa o policial, joga o policial para baixo. Reduz a autoestima e o profissionalismo dele. É como se fosse um robô que estivesse trabalhando quando você coloca a câmera para poder acompanhá-lo em suas ações”, avaliou Elizeu.

Leia também - Subtenente aciona o STF para ser elevado a capitão da Polícia Militar de MT

O deputado lembrou que ele próprio atuou por 18 anos na Polícia Militar, sendo 14 deles no Batalhão da Rotam, e ponderou que “cada um tem sua forma de agir”. Entretanto, em caso de erros ou arbitrariedades por parte do militar, Elizeu manifestou que há profissionais gabaritados para fazer a análise e julgamento da situação.

“Existe profissionalismo para poder julgar, condenar, investigar e até em questões periciais, profissionais suficientes em caso de erro ou arbitrariedade por parte do policial”, comentou, defendendo outros meios de sensibilização para o profissional, como palestras e cursos.

Apesar da manifestação do deputado, até o momento, não há informações sobre quando o mecanismo deverá ser adotado, ou mesmo se o governo vai bater o martelo pelo uso das câmeras.

Por isso, Elizeu informou que vai requisitar informações à Secretaria de Estado de Segurança Pública para saber em que pé estão os estudos. Só então vai avaliar se tentará adotar alguma medida para impedir a implantação da tecnologia.

Saiba mais

Governo de MT quer colocar câmeras em fardas para proteger policiais

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER