22 de Setembro de 2021, 13h:45 - A | A

Poderes / DISCORDÂNCIAS E EMENDAS

Deputados pedem vista e adiam votação da LDO para 2022

Oposição tenta aumentar a RGA dos servidores para, no mínimo, 10%, sob alegação das perdas acumuladas ao longo dos últimos anos.

CAMILLA ZENI
DA REPORTAGEM




A votação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2022 foi, mais uma vez, adiada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Durante sessão nesta quarta-feira (22), os deputados Ulysses Moraes (PSL), Dilmar Dal’Bosco (DEM) e Allan Kardec (PDT) pediram vista, prorrogando a segunda votação. Os parlamentares tem cinco dias para devolver o projeto.

Depois que o projeto passou pela primeira votação no dia 9 de setembro, foram apresentadas novas 15 emendas à proposta. Entretanto, apenas sete foram aprovadas pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). Elas se juntam às outras 60 emendas que foram apresentadas na primeira leva, das quais apenas 13 foram aprovadas.

O PLDO chegou a ser discutido no plenário, com o deputado Paulo Araújo (Progressistas) abrindo os debates. Ele defendeu que fosse mantida a proposta de Revisão Geral Anual (RGA) de 6,05% que foi aprovada pela CCJR, uma vez que já significa um aumento para os servidores e que já haveria consenso com o governo em relação à proposta.

A fala de Paulo Araújo também foi direcionada ao deputado Lúdio Cabral (PT), que tenta aumentar a RGA dos servidores para, no mínimo, 10%, sob alegação das perdas acumuladas ao longo dos últimos anos, considerando que desde 2018 os servidores não recebem a recomposição.

O deputado Wilson Santos (PSDB) tentou fugir da pauta da RGA, destacando outros viés da LDO. Wilson disse, por exemplo, que o PLDO de 2022 traz investimentos históricos e ressaltou que a possibilidade foi aberta diante das mudanças que foram aprovadas pela Assembleia Legislativa em 2019, no início da gestão do governador Mauro Mendes (DEM). Segundo ele, foi em razão dessas mudanças que, agora, o governo consegue caixa suficiente para fazer grandes investimentos.

Apesar das manifestações, o deputado Ulysses pediu vista do projeto, interrompendo as discussões. O pedido foi compartilhado pelo deputado Allan Kardec e, depois, pelo líder do governo, Dilmar Dal'Bosco.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER