03 de Setembro de 2021, 14h:33 - A | A

Poderes / INVESTIMENTO DE R$ 12 MILHÕES

"Deus queira que faça o melhor", diz secretário sobre única proposta para ferrovia

O projeto prevê investimento de R$ 12 milhões em recursos privados na ferrovia estadual que vai ligar Rondonópolis a Lucas do Rio Verde

DAFFINY DELGADO
DA REDAÇÃO




A empresa Rumo Logística S/A foi a única a apresentar proposta para construção da ferrovia estadual que vai ligar Rondonópolis a Lucas do Rio Verde. O projeto prevê investimento de R$ 12 milhões em recursos privados.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (03), o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso, Marcelo de Oliveira, disse que os novos trilhos irão trazer desenvolvimento ao Estado e a Cuiabá. Além disso, ele confessou que esperava ter recebido mais propostas.

“Hoje é um dia histórico para o estado de Mato Grosso, a primeira ferrovia estadual brasileira, dentro do seu território. É um momento histórico que vai mudar a realidade. É um marco para esse estado, para a cidade de Cuiabá, para as pessoas que lutaram, que vieram e que acreditaram nesse estado”, disse.

"Eu gostaria que tivesse que 30 empresas apresentassem propostas, mas o chamamento foi feito e uma empresa apresentou. Deus queira que venha e que faça o melhor para o estado”, completou.

A proposta da Rumo foi protocolada na quinta-feira (2) na Secretaria de Infraestrutura do Estado (Sinfra). Agora, a comissão responsável pelo Chamamento Público analisará os documentos e tem até 15 dias para divulgar se a empresa está habilitada ou não.

Leia também: MT consegue 100% de segurança jurídica para fazer ferrovia estadual

"Esperamos que tenham cumprido todos os requisitos do chamamento para que a gente possa assinar contrato e dar a ordem de serviço. É uma coisa impressionante o que está acontecendo. Serão 12 bilhões de investimentos em cinco anos, que vão gerar milhões de empregos", afirmou secretário.

O projeto da ferrovia prevê a implantação de 730 quilômetros de linha férrea até a malha ferroviária nacional. O prazo para a implantação, operação e exploração da ferrovia é de 45 anos. A previsão é que o terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025 e o de Lucas do Rio Verde até o 2º semestre de 2028.

Para o diretor da Rumo, Guilherme Penin, a construção da ferrovia irá melhorar com a economia estadual. "Ela eleva a produção agropecuária de Mato Grosso, a produção industrial, o etanol de milho, de grãos, algodão e traz também produtos de retorno. É possível construir pequenos trechos que já vão fazendo girar a economia no estado, os efeitos já são sentidos em curtos prazos", apontou.

Na noite da última quinta-feira, em Brasília, o governador Mauro Mendes (DEM) e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas assinaram um acordo de cooperação técnica que fornece 100% de segurança jurídica para a construção da primeira Ferrovia Estadual.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER