07 de Outubro de 2021, 08h:18 - A | A

Poderes / LIBERDADE PARA PRODUZIR

Em reunião com Bolsonaro, Medeiros critica STF e defende autonomia de indígenas

Deputado argumenta que com liberdade para produzir em suas terras, os indígenas têm mais dignidade e melhores condições de vida

DA REDAÇÃO




O deputado federal José Medeiros (Podemos) voltou a defender a autonomia produtiva e econômica dos povos indígenas nesta quarta-feira (6), durante café da manhã com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no Palácio do Planalto, em Brasília. O parlamentar, que é vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, disse que o incentivo à produção em aldeias indígenas vem mudando a realidade de Mato Grosso e que o acesso ao crédito financeiro vai ampliar a produção em diferentes etnias.

“Tenho visitado várias aldeias e notado a dignidade entrando na vida dessas pessoas. Muitos indígenas estão saindo da pobreza com a produção de grãos em larga escala. Isso é mérito de um governo que se preocupa de verdade com os povos indígenas. Não é só discurso como acontecia no governo do PT. O programa de incentivo à produção realizado pela Fundação Nacional do Índio (Funai), que investiu nos últimos dois anos cerca de R$ 30 milhões, é um sucesso. A Funai vem entregando tratores para apoio às atividades produtivas em diversas aldeias no país, inclusive em Mato Grosso. Esse maquinário contribui para ampliar a produção e ajuda na segurança alimentar da aldeia”, cita Medeiros, durante encontro com o presidente.

O deputado também citou o exemplo dos índios Paresi, de Campo Novo do Parecis (MT), que são exemplo de produção para todo o país.

Além das pautas de interesse do setor produtivo, Medeiros voltou a criticar a postura de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que insistem, segundo o parlamentar, em prejudicar a gestão Bolsonaro. “É um desserviço a sanha de alguns ministros do STF em seguir alfinetando o Palácio do Planalto. Isso vai até quando? O presidente precisa ter paz para governar”, afirma o líder do governo.

No encontro que reuniu ministros, senadores e deputados federais, Bolsonaro discutiu pautas de interesse do setor agrícola, entre elas o Projeto de Lei do Marco Temporal, regularização fundiária, licenciamento ambiental e pesticidas. Além disso, o presidente citou a importância de se manter nos três Poderes pessoas alinhadas com o setor agropecuário, a fim de fazer avançar pautas de interesse do segmento. Ele destacou a necessidade de ter aliados do setor produtivo brasileiro também no Supremo Tribunal Federal (STF).

Participaram da reunião quatro ministros: Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral da Presidência), Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e General Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional).

 UF do Norte

 Durante a reunião, o presidente garantiu para Medeiros e outros parlamentares de Mato Grosso a criação da Universidade Federal do Norte de Mato Grosso no município de Sinop. “Eu e outros deputados e senadores de Mato Grosso estamos brigando pela implantação da Universidade Federal do Norte. Já conversei com o presidente Bolsonaro por diversas vezes, inclusive sobre a Universidade Federal do Araguaia também. Ainda este ano, devemos tirar do papel esse sonho de todos os mato-grossenses”, comemora José Medeiros.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER