25 de Janeiro de 2022, 09h:47 - A | A

Poderes / A PEDIDO DE MAURO

Gilberto adia saída do governo após agravamento do cenário da Saúde

Cotado para deputado estadual, Gilberto pretendia deixar o cargo no dia 31 de janeiro para atender o prazo de desincompatibilização.

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO



O agravamento do cenário da saúde em Mato Grosso fez com que o secretário estadual, Gilberto Figueiredo (DEM), voltasse atrás da decisão de deixar a Pasta no próximo dia 31, segundo o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou nesta terça-feira (25). 

A informação foi revelada após Mauro ser questionado sobre a substituição de secretários que saem para disputar as eleições, em entrevista à rádio Vila Real FM.

"O secretário Gilberto, da Saúde, tinha essa intenção. Inclusive ele ia sair agora, no final do mês, mas, em função dessa pandemia, dessa confusão, eu falei 'negativo, você não vai sair', e ele mesmo concordou. Falou que vai ficar mais um período necessário, porque ele é o secretário e tem mostrado toda a competência", comentou o governador. 

Cotado para ser candidato a deputado estadual, Gilberto pretendia deixar o cargo no dia 31 de janeiro para atender o prazo de desincompatibilização, previsto na legislação eleitoral, bem como agradar um grupo de deputados. 

Leia também - Prefeito diz que Chapada vai ficar sem Carnaval por culpa de bolsonaristas que não se vacinaram

Há alguns meses, Gilberto passou a ser pressionado pelos parlamentares sob a alegação de que seria favorecido nas eleições de 2022 por estar com "o poder da caneta". 

Segundo o governador, os secretários que têm a intenção de disputar as eleições deverão sair dos cargos ao longo de fevereiro, sendo que alguns poderão deixar as pastas em março. Mauro, porém, não revelou até quando Gilberto deve permanecer na vaga.

Agravamento da covid

Nas últimas semanas, Mato Grosso vivenciou aumento de casos de covid-19, aliado ao surto de influenza, o que tem provocado lotação nos sistemas de saúde. Conforme a Secretaria de Estado de Saúde, apenas nesse mês de janeiro, já foram confirmados mais de 45 mil novos casos de covid-19 e 150 mortes. 

Segundo o boletim informativo divulgado nessa segunda-feira (24), atualmente, a taxa de ocupação da UTI é de 82,8%, estando apenas 30 leitos disponíveis. A ocupação dos leitos de UTI de Mato Grosso também já esteve no radar da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que fez um alerta em seu último boletim sobre a pandemia.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER