07 de Julho de 2021, 12h:21 - A | A

Poderes / PEC DA EMPAER

Janaina rebate críticas de Mauro: "Aqui não tem malucos; tem pessoas sensíveis"

Deputada reagiu às críticas do governador que apontou que a PEC é inconstitucional e por isso considera que os deputados estão "jogando para a galera".

DA REDAÇÃO




A deputada estadual saiu em defesa do Poder Legislativo com relação à fala do governador Mauro Mendes (DEM) que disse em uma entrevista que os parlamentares ‘agem como se não tivesse amanhã, como o samba do crioulo doido, malucamente, pelo fato de aprovarem uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 10/2021 para reintegrar os 61 servidores da Empaer (Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural) que foram demitidos em junho.

Leia mais:
Mauro vai recorrer contra decisão de deputados: "É a PEC do privilégio"

“Essa falta de sensibilidade com determinadas pautas e de respeito com os parlamentares vem criando muito ruído sim. Quando você ouve um governador dizer que a Assembleia é maluca por que está tentando salvar 61 servidores que contribuíram quase 30 anos com o estado, isso me preocupa muito. O que o estado de Mato Grosso precisa é um estadista. E a Assembleia jogar para a torcida seria ir contra os 61, eles são a minoria. O que a Assembleia fez foi tentar dar dignidade a esses servidores da Empaer. Essa fala ofende toda a Assembleia Legislativa, ela ofende a base dos deputados estaduais, ela ofende a base do governo do estado e também o MDB. Aqui na Assembleia não tem malucos. Tem pessoas sensíveis, humanas e que entendem que o estado precisa de um governo que olhe pelo próximo”, disparou.

O governador afirma que vai recorrer contra a PEC que ele afirma ser insconstitucional, pois os 61 servidores, que a medida o obriga a recontratar, foram demitos por determinação judicial, pois foi constatada a contratação irregular. Mauro cita que entre esses servidores há auxiliar de serviços gerais que recebe R$ 13 mil e aponta incoerência.

Para Janaina o estado não pode escantear as pessoas e jogar esses servidores no olho da rua como se fossem descartáveis. Ela afirma que o parlamento está pronto para defender a permanência das pautas coletivas com bastante entusiasmo.

“Governos passam, a Assembleia fica e a população fica. Caso o governo judicialize, a Assembleia vai defender aquilo que acredita com o mesmo entusiasmo que o governo vai atacar contra. Tanto a questão do ICMS da energia renovável, a Assembleia está pronta para lutar por essa pauta na justiça, como também a Assembleia está pronta e com muito entusiasmo para defender os servidores da Empaer. A Assembleia vai adotar uma postura e nós temos cobrado isso do presidente Max Russi, que temos que defender as legislações aprovadas aqui. A Assembleia não pode se diminuir diante das acusações do governo que visam inibir a atuação parlamentar judicializando todas as questões aprovadas aqui. Essa Assembleia que antes ouvia um governador falar que os deputados eram malucos, que os deputados fazem tudo por voto, essa assembleia acabou. Vamos pressionar o presidente e ele vai ter que ter atitude e definir se ele vai lutar pelo parlamento ou vai lutar para defender o governo, por que entendo que a Assembleia tem que defender os deputados e as legislações aprovada aqui”, finalizou.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER