02 de Setembro de 2021, 08h:46 - A | A

Poderes / DISCUSSÃO NO SENADO

Jayme chama ministro de mau caráter após mudança em MP das ferrovias

Senador mato-grossense disse que Tarcísio reuniu com senadores antes de publicação da MP e achou a mudança de comportamento inaceitável

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO




O senador Jayme Campos (DEM), vice-presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, criticou o comportamento do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em relação à Medida Provisória (MP) das ferrovias, publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (30).

Jayme, que tem se posicionado contrário à MP, chegou a chamar Tarcísio de “mau caráter”, em razão de uma reedição no texto, que foi publicada na terça-feira (31), após a proposta original ter sido debatida com senadores 24 horas antes.

“Não é possível que um ministro do Estado venha aqui discutir com vários senadores e, depois, na calada da noite, faça modificação na medida provisória. Na minha visão, chama-se mau caratismo”, comentou Jayme, em entrevista à TV Cidade Verde nessa quarta-feira (1º).

O democrata explicou que houve a reunião entre Tarcísio e diversos senadores para tratar do assunto, e que nela ficou colocada a possibilidade de que a MP fosse segurada na mesa do Senado enquanto o projeto de lei (PLS) 261/2018, que trata do assunto, tramitasse de forma mais urgente. Entretanto, os senadores foram surpreendidos com a publicação da MP.

Jayme demonstrou ainda não saber quais são os trechos que foram alterados do texto que lhe foi apresentado, mas afirmou que seus assessores já estavam analisando a publicação. Ele destacou que, caso a mudança interfira no que Tarcísio havia combinado com os senadores e, sobretudo, na construção da primeira ferrovia estadual de Mato Grosso, ele pedirá que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) devolva o texto ao governo federal.

A posição defensiva do senador se dá em razão da ferrovia estadual, que teve o chamamento público lançado no mês de julho. A previsão é que a abertura do chamamento seja feita nessa sexta-feira (3). Até o momento, sabe-se que a empresa paranaense Rumo Logística já apresentou uma proposta.

Jayme destacou que, caso não tenha havido concorrência, a previsão é de que a assinatura da concessão da ferrovia seja feita até o dia 14 de setembro. Por isso, há preocupação se a MP poderá interferir nos planos do governo.

Antes da publicação da MP, o ministro Tarcísio de Freitas já havia garantido à bancada de Mato Grosso e ao governador Mauro Mendes (DEM) que o texto do governo federal não impediria a construção da ferrovia estadual. Tarcísio ainda chegou a apontar que a Ferronorte seria um exemplo para outros estados.

Leia mais

Bolsonaro assina MP que acaba com licitação para concessão

Governo abre propostas para implantação da 1ª ferrovia estadual em MT

MT já tem proposta para construção de ferrovia e obra deve começar em setembro

Mauro busca articulação da bancada contra MP que impediria ferrovia de MT

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER