25 de Outubro de 2021, 13h:30 - A | A

Poderes / EFEITO CAPISTRUM

Mauro: Lamento que Cuiabá esteja passando a vergonha de ter o prefeito afastado

Governador alegou que desconhece o teor do processo e evitou comentar sobre o pedido do Ministério Público para que o afastamento de Emanuel se estenda por seis meses, mas não poupou críticas à gestão do emedebista.

DAFFINY DELGADO
DA REDAÇÃO




O governador Mauro Mendes (DEM) classificou, segunda-feira (25), à imprensa, como vergonhoso o fato do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), ter sido afastado do cargo pela Justiça e ressaltou que o governo está “de portas abertas” para atender o prefeito interino José Roberto Stopa (PV).

“Eu lamento muito que Cuiabá esteja passando por essa vergonha, que é ter um prefeito afastado, mas vergonha maior foi ter tido sete secretários afastados. Espero que isso possa se resolver rapidamente, que culpados possam ser responsabilizados na forma da lei”, ressaltou.

Leia também: 

MPE quer que Emanuel fique afastado da Prefeitura por seis meses
Mahon: Decisão é frágil e não se sustenta em instâncias superiores

Mauro alegou que desconhece o teor do processo e evitou comentar sobre o pedido do Ministério Público para que o afastamento de Emanuel se estenda por seis meses, mas não poupou críticas à gestão do emedebista.

“Tudo tem que ser apurado; Emanuel vinha numa sequência de 7 secretários afastados por corrupção e não podia dar outra; ou ele era um grande incompetente ou era um grande comandante”, disparou.

Entenda 

Emanuel já está afastado desde terça-feira (19), por decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso no âmbito da Operação Capistrum, que apura danos ao erário devido a contratações temporárias, que ocorreriam com o objetivo de favorecimento político.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER