08 de Maio de 2022, 11h:00 - A | A

Poderes / "ELE CONHECE A GESTÃO"

Para Botelho, Bolsonaro "sabe o que faz" ao declarar apoio a Mauro

Botelho admite que Bolsonaro e Mauro não são “afetos”, mas estão bem avaliados

EUZIANY TEODORO
DO CONEXÃO PODER



O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União Brasil), afirmou que o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) à possível candidatura à reeleição do governador Mauro Mendes (União) é positiva e não é “à toa”. Para ele, “Bolsonaro sabe o que faz ao declarar seu apoio”.

“O presidente Jair Bolsonaro sabe muito bem, ele tem informações de Mato Grosso, ele sabe que o governo aqui está bem, que o governo está sendo colocado como uma das melhores administrações do país”, afirmou Botelho, em entrevista à imprensa nesta semana.

Botelho admite que Bolsonaro e Mauro não são “afetos”, já tendo protagonizado troca de farpas no passado, especialmente devido a obras de infraestrutura em Mato Grosso. No entanto, para o deputado, Bolsonaro está ciente da avaliação pública de Mauro.

“Eu tenho certeza que antes de ele tomar essa decisão ele avaliou bem, ele pesquisou, ele avaliou o Mauro Mendes, porque nem tão afetos eles são, mas ele viu que existe uma afinidade e que o Mauro está bem avaliado aqui.”

Leia também - Galvan diz que PT ‘saqueou’ o Brasil: ‘Corrupção, incompetência e retrocesso’

Um palanque unindo Mauro e Bolsonaro, no entanto, ainda não é garantido. Ocorre que o União Brasil vive a expectativa de lançar o deputado federal Luciano Bivar, do Pernambuco, à Presidência da República. Neste caso, mauro seria obrigado a acompanhar a decisão partidária.

“Essa é outra questão. Temos que aguardar. Se o partido tiver um candidato, nós temos que cumprir aqui dentro do Estado, nós não temos como apoiar outro candidato a não ser o do partido. Isso é outra condição que vai ser aprovada lá na frente e temos que aguardar”, concluiu.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER