08 de Novembro de 2022, 13h:22 - A | A

Poderes / LIBERDADE

Para Clarice Claudino, manifestações contra eleição de Lula "são pleno exercício da democracia"

Futura chefe do poder Judiciário de Mato Grosso, defendeu o direito dos cidadãos se manifestarem.

APARECIDO CARMO
DO CONEXÃO PODER



A desembargadora Clarice Claudino, presidente-eleita do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), disse que acredita que as manifestações observadas nas principais cidades de Mato Grosso, contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), são uma demonstração do “pleno exercício da democracia”.

“Se nós temos liberdade de nos manifestar, é isso que o povo está fazendo. Agora, o caminho que isso pode tomar realmente não sei qual vai ser a receptividade. Mas é bom, é legítimo ver o povo se manifestar, o povo se mobilizar em torno de algo que eles acham que é o melhor para todos”, disse Clarice, em conversa com jornalistas nessa segunda-feira (07).

A futura chefe do poder Judiciário em Mato Grosso ressaltou, contudo, que excessos não devem ser tolerados. “Agora, distúrbios de manifestações, é claro que isso aí já extrapolou. Tudo o que for antidemocrático não está no que eu falei. Eu apoio, vejo com bons olhos o exercício pacífico de manifestação que é o que a nossa constituição assegura”, completou.

 

 A fala da presidente-eleita do TJMT vem depois de mais de uma semana de manifestações em todo o país contra o resultado da eleição presidencial, da qual Lula saiu vitorioso. Em Cuiabá, manifestantes ocupam a Avenida do CPA, em frente à 13ª Brigada de Infantaria do Exército.

 

 Vestidos de verde e amarelo, questionam o resultado das urnas e pedem intervenção federal. Não há previsão para que o movimento termine, mas deve ser observado uma intensificação nos pontos de manifestação nessa quarta-feira (09), data em que o Exército divulga o resultado de uma auditoria paralela sobre o sistema de votação.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER