15 de Julho de 2021, 13h:18 - A | A

Poderes / EX-PALADINO

Polícia Federal abre inquérito para investigar Abílio por crime de falsidade ideológica

O inquérito foi solicitado pelo promotor Arnaldo Justino da Silva, do Ministério Público Eleitoral. O então candidato a prefeito deixou de declarar uma empresa da qual é sócio desde 2012, caracterizando omissão de bens e tentativa de enganar a Justiça

CAM
DA REDAÇÃO




A Polícia Federal em Mato Grosso determinou a instauração de um inquérito para investigar o ex-vereador de Cuiabá Abilio Brunini (Podemos) por falsidade ideológica, no âmbito das eleições de 2020. Na época, o político concorreu ao cargo de prefeito de Cuiabá, tendo chegado ao segundo turno. 

O inquérito foi solicitado pelo promotor Arnaldo Justino da Silva, do Ministério Público Eleitoral, no dia 23 de junho, em razão de suposta omissão na declaração de bens do ex-vereador. Abílio omitiu da lista o Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano Ltda, empresa que seria de sua propriedade. 

Segundo o promotor, o caso foi divulgado pela mídia na época das eleições e confirmado pela Polícia Judiciária, que constatou que Abílio pertence ao quadro de sócios da empresa, detendo 85% do capital social. 

“Analisando detidamente o feito, observa-se que a Informação de Polícia Judiciária nº 1842670/2021, aponta para a existência de indícios do cometimento de falsidade ideológica eleitoral por parte de Abilio Jacques Brunini Moumer, o qual deixou de declarar na relação de bens entregue à Justiça Eleitoral, a empresa Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano Ltda, de sua propriedade. Contudo, os elementos, até então, coletados são insuficientes para a formação da opinio delicti, tornando-se necessária a colheita de maiores esclarecimentos”, anotou o promotor, ao determinar o inquérito policia.

À pedido do MP Eleitoral, o delegado federal Bruno Oliveira Pereira Bergamaschi determinou que sejam juntados todos os documentos comprobatórios pertinentes à notícia-crime, como os dados da empresa e o contrato social comprovando que, na época das eleições, Abílio ainda era sócio da empresa. 

Abílio também deverá ser intimado sobre o inquérito. 

Empresa não declarada

À Justiça Eleitoral, Abílio apresentou uma declaração de R$ 92,5 mil em bens, sendo eles R$ 16 mil em sua conta poupança, uma moto Action Flex 2013, avaliada em R$ 2,5 mil, e um Jeep 2018, que teria sido financiado, e lançado no valor de R$ 74 mil. Entretanto, segundo dados da Receita Federal, a empresa de Abílio, aberta em 2012, tem patrimônio de R$ 150 mil.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER