25 de Maio de 2022, 12h:33 - A | A

Poderes / SERVIDOR CONFESSOU

Prefeitura identifica funcionários 'fantasmas' em esquema que desviou R$ 600 mil

Servidor cadastrou seis funcionários fantasmas e pagamentos caíam na conta da esposa

APARECIDO CARMO
DO CONEXÃO PODER



A prefeitura de Sorriso protocolou, na manhã desta quarta-feira (25), no Ministério Público Estadual (MPMT), um pedido de investigação para apurar suspeita de pagamentos a funcionários fantasmas na Secretaria de Cidades do município. Também há a suspeita de pagamentos em duplicidade para procedimentos médicos realizados.

 A investigação partiu da própria prefeitura e, segundo os dados levantados, o esquema teria movimentado pelo menos R$ 600 mil.

Segundo o Secretário de Administração do município, Estevam Calvo, um servidor que era fiscal de contratos, atestava que havia seis colaboradores trabalhando para o município, por meio de uma cooperativa, mas recebia os valores por eles. O crime estaria acontecendo desde 2019.

“Nós constatamos que parte desses valores era depositada na conta da esposa dele”, afirmou o secretário. Segundo ele, o servidor já foi afastado e confessou o esquema.

 

A prefeitura também solicitou que a esposa do homem seja afastada das suas funções na Cooperativa Coopervale, que presta serviços ao município de Sorriso, e onde supostamente os funcionários fantasmas estavam registrados.

Outro caso investigado diz respeito a pagamentos duplicados por procedimentos cirúrgicos realizados fora do município de Sorriso. Segundo o secretário, após levantamento da Secretaria de Fazenda, foram identificadas algumas divergências. As apurações ainda estão em estágio inicial e será apurada a possível participação de outros funcionários públicos.

“Nós vamos abrir procedimento administrativo para apurar isso aí e, caso seja constatada a participação de servidores públicos municipais, será feito da mesma forma: nós iremos imediatamente afastar quem estiver envolvido nisso, apurar os fatos e aplicar as sanções cabíveis e comunicar aos órgãos de fiscalização competentes.  Vamos buscar, principalmente, a recuperação do dano ao erário”, afirmou Estevam Calvo.

 

Em nota oficial divulgada à imprensa, a Prefeitura de Sorriso esclarece que está mapeando todos os processos internos, buscando identificar responsáveis e punir quem tenha provocado qualquer tipo de dano aos cofres públicos. Além disso, afirma a nota, será ampliada a fiscalização em todos os demais processos com vistas a apurar toda e qualquer falha que possa resultar ou tenha resultado em possíveis desvios de recursos públicos.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER