12 de Agosto de 2021, 09h:10 - A | A

Poderes / VEJA VOTOS

Seis deputados de MT votaram contra o distritão e cinco aprovaram coligações

Votações foram feitas na noite dessa quarta-feira (11)

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO




Seis deputados de Mato Grosso votaram contrários ao destaque da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 125/2021 que pretendia implantar o sistema de votação majoritária na eleição de deputados, ou seja, o distritão. Contudo, cinco deles aprovaram o retorno das coligações partidárias.

O destaque que trata do distritão foi lido e rejeitado pelo plenário da Câmara dos Deputados na noite dessa quarta-feira (12), por 423 votos contrários a 35 favoráveis.

De Mato Grosso, seis também rejeitaram a proposta, sendo eles José Medeiros (Podemos), Juarez Costa (MDB), Nelson Barbudo (PSL), Neri Geller (Progressistas), Rosa Neide (PT) e Valtenir Pereira (MDB). Dois não votaram: os deputados Dr. Leonardo (Solidariedade), que está de licença médica, e Emanuelzinho Neto (PTB). 

Leia também - Deputados criticam distritão para eleições: “favorece celebridades”

A proposta do distritão tira o cálculo da proporcionalidade, por meio dos partidos, e favorece o personalismo político. Nesse sistema, é eleito quem receber mais votos, assim como já acontece nas eleições majoritárias dos cargos executivos de prefeitos, governadores e senadores.

Caso tivesse sido aplicado nas eleições de 2018, por exemplo, o distritão faria com que o deputado Juarez Costa (MDB) não ocupasse a cadeira. A vaga dele seria do deputado Victório Galli (PSL), que foi o 6º mais votado, com 52.947, frente aos 49.912 do emedebista.

Votação da PEC e volta da coligação

O texto-base da PEC da reforma eleitoral foi aprovada em primeiro turno com 339 votos favoráveis, 123 contrários e 5 abstenções.

Já uma das principais mudanças aprovadas durante a noite foi o retorno das coligações proporcionais, que haviam sido proibidas em 2017. A proposta teve 333 votos favoráveis, 149 contrários e 4 abstenções.

Cinco deputados de Mato Grosso foram favoráveis, sendo eles José Medeiros, Juarez Costa, Nelson Barbudo, Neri Geller, Rosa Neide. O depuado Valtenir Pereira votou contrário e os deputados Dr. Leonardo e Emanuelzinho não votaram.

Com as coligações, o voto dado a um candidato é somado como voto para o partido. Com o total de votos recebidos, é definido quantas cadeiras a sigla terá direito. Então, os candidatos mais votados são direcionados para ocupá-las. Ao votar em um candidato no partido colegiado, o voto vai para toda a coligação.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER