19 de Outubro de 2021, 11h:07 - A | A

Poderes / CORTOU PENDURICALHO

STF nega auxílio-moradia a juízes e desembargadores aposentados de MT

A ação foi ajuizada pela Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), que alega a ilegalidade do corte aos proventos conforme decisão do Tribunal de Justiça (TJMT). Em março deste ano, o ministro já havia negado o recurso.

DA REDAÇÃO




O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, negou nesta terça-feira (19) conceder o auxílio-moradia a magistrados aposentados e pensionistas de Mato Grosso. O Conselho Nacional Justiça (CNJ) declarou a ilegalidade do pagamento, apesar de o benefício estar incorporado na Lei Estadual 4.964/1985.

A ação foi ajuizada pela Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), que alega a ilegalidade do corte aos proventos conforme decisão do Tribunal de Justiça (TJMT). Em março deste ano, o ministro já havia negado o recurso.

Entretanto, Lewandowski apontou que a decisão final é do Conselho, conforme a jurisprudência do Supremo. "Em outras palavras, a judicialização ulterior da matéria apreciada pelo CNJ não impede o cumprimento das determinações deste órgão de controle, exceto se sobrestadas por decisão do STF", diz trecho da determinação.

O ministro apontou que ainda que a decisão do TJMT, ainda que transitada em julgada, não é suficiente para derrubar a determinação do CNJ.

"Nesse cenário, afigura-se necessário reafirmar a autoridade desse Conselho e a força cogente de suas resoluções, conforme decidido pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento da ADC 12, oportunidade em que a Corte Suprema assentou a natureza primária dos atos normativos editados pelo Conselho Nacional de Justiça, posto que diretamente derivados da Constituição Federal", finalizou.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER