01 de Setembro de 2022, 17h:00 - A | A

Poderes / SUPOSTA MANIPULAÇÃO

TRE manda Márcia apagar postagens sobre crescimento em pesquisas

Candidata usou gráfico que compara intenção de votos com votos válidos para simular que está aumentando adesão.



A juíza Ana Cristina Silva Mendes, do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), determinou que a candidata ao Governo do Estado, Márcia Pinheiro (PV), apague postagens nas quais ela compara dados diferentes de pesquisas para simular "crescimento" na campanha.

A decisão foi dada na quinta-feira (01) e estabelece multa de R$ 10 mil em caso de não cumprimento.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Na ação, o advogado Rodrigo Cyrineu,.que representa a coligação encabeçada pelo governador Mauro Mendes (UB), afirmou que Márcia Pinheiro divulgou em suas redes sociais uma arte na qual compara o resultado de duas pesquisas eleitorais recentes.

 

Na postagem, a primeira-dama de Cuiabá compara, por meio de colunas, uma pesquisa que mostrou 14% de intenções de votos com outra mais recente.

 

Porém, na segunda pesquisa, ela não usa o dado da intenção de voto, e sim dos votos válidos (que sempre é maior), visando manipular o eleitor a acreditar que está crescendo na campanha.

 

Outra irregularidade é que a postagem não traz o registro de nenhuma das pesquisas, tampouco as demais informações exigidas pela legislação.

Ao julgar o caso, a juíza Ana Cristina verificou "que, de fato, a candidata apresenta dados relativos a resultado de pesquisa eleitoral, a qual, no entanto, não observa os requisitos necessários para sua divulgação".

"Com exceção ao nome da empresa que a realizou, nenhum outro requisito foi observado na respectiva publicação", disse trecho da decisão.

A magistrada também pontuou que a lei eleitoral não permite que Márcia divulgue resultados de pesquisas de forma que "induza a eleitora ou o eleitor a erro quanto ao desempenho da candidata ou do candidato em relação aos demais".

"Pelo exposto, DEFIRO o pedido liminar postulada, para determinar à candidata representada a remoção de conteúdo consistente em divulgação de resultado de pesquisa eleitoral sem observância aos requisitos exigidos na legislação eleitoral, constante do link https://www.instagram.com/tv/Ch-Z6mQJZQQ/?igshid=YmMyMTA2M2Y%3D, sob pena de multa que fixo em R$ 10.000,00 (dez mil reais), quantia que considero justa e razoável ao caso concreto", decidiu.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER