08 de Agosto de 2019, 10h:21 - A | A

Programas / RECADO A RADICAIS

Botelho: Melhor negócio é o fim da greve para manter reajuste; lei pode cair

DA REDAÇÃO



O deputado Eduardo Botelho (DEM), presidente da Assembleia Legislativa, em entrevista ao programa Conexão Poder, fez alerta aos grevistas da Educação de que a melhor decisão para a categoria, neste momento, é aceitar a proposta do Governo do Estado e voltar às salas de aula, sob o risco de perder em definitivo o direito ao reajuste de 7,69%.

Segundo o deputado, a Lei 510/2013, criada na gestão do ex-governador Silval Barbosa, que prevê a recomposição de ganho real de salário não tem segurança jurídica porque não houve apresentação de estudo de impacto e por isso ela corre o risco de ser anulada, caso o Governo recorra à Justiça.

“Nesse momento é mais importante garantir a lei, porque essa lei vai terminar em 2023 e essa lei pode até cair. Essa lei pode ser considerada institucional porque se o governador judicializar isso essa lei pode ser considerada inconstitucional. Essa lei foi aprovada sem estudo de condições financeiras. Todas as leis que você aprova para o futuro têm que ter lá: ‘estou aprovando o aumento, mas está garantido aqui que tem condições’. É o que eles chamam de impacto financeiro”, comentou Botelho que classificou a medida como uma irresponsabilidade tanto do ex-governador, como dos deputados estaduais que aprovaram sabendo que não haveria caixa no futuro para custear esse reajuste.

VÍDEO

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER