24 de Outubro de 2019, 08h:44 - A | A

Repórter MT / CPI DA ENERGISA

Avalone é escolhido relator e Thiago Silva fica com a vice-presidência

RAFAEL MACHADO
DA REDAÇÃO



Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra a Energisa definiram durante a primeira reunião de trabalho, na quarta-feira (23), os nomes para ocupar os cargos de vice-presidente e relator.

O deputado Thiago Silva (MDB) ficou na vice-presidência e Carlos Avalone (PSDB) na relatoria.

O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM) publicou o ato que nomeou os membros da comissão.  Como titulares estão: Elizeu Nascimento (DC) – presidente da CPI -, Thiago Silva -vice-presidente, Paulo Araújo (PP), Dr. Eu Eugênio (PSB) e Carlos Avalone.

Na suplência ficaram os deputados: Valdir Barranco (PT), Romoaldo Júnior (MDB), Xuxu Dal Molin (PSC), Dilmar Dal Bosco (DEM) e Valmir Moretto (PRB).

A CPI foi instituída no último dia 11 para investigar a atuação e os serviços prestados pela Energisa. Os membros terão o prazo de 180 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

O presidente da CPI, Elizeu Nascimento disse que a primeira pessoa a ser convocada para prestar esclarecimentos é a superintendente do Procon, Gisela Simona, para que apresente o número de reclamações contra a concessionária, principalmente sobre aumento da conta de energia elétrica, além das notificações emitidas pelo órgão.

“Ouviremos outros setores como próprio Ipem que afere a qualidade de produtos, porque temos uma referência negativa no que tange aos relógios. Em Rondônia, na CPI que tem lá, que após perícia, segundo informações da imprensa, constatou que esses relógios estão viciados com 40% a mais na leitura dos relógios”, disse.

Elizeu disse que a CPI também vai ouvir as agências reguladoras com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mas depois de coletar todas as reclamações e denúncias sobre os serviços da Energisa.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER