28 de Novembro de 2020, 08h:00 - A | A

Repórter MT / DEBATE NA TVCA

Candidatos baixam o tom e focam em proposta; veja como foi

Debate durou pouco mais de uma hora e foi dividido em três blocos; primeiro e terceiro foram com temas livres

FELIPE LEONEL
DA REDAÇÃO




Os candidatos à Prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) e Abílio Brunini (Podemos), focaram em propostas no último debate, realizado pela TV Centro América, na noite desta sexta-feira (27). O evento foi realizado em três blocos, sendo que no primeiro e último bloco, os candidatos poderiam escolher os temas para as perguntas. O segundo teve temas definidos.

PRIMEIRO BLOCO

No primeiro bloco, Emanuel questionou Abílio sobre as políticas públicas para as mulheres. O prefeito também citou uma ala exclusiva no HMC para mulheres vítimas de violência. Abílio, em resposta, citou a eleição de Michelly Alencar (DEM) para vereadora e disse que as políticas públicas para as mulheres serão desenvolvidas por Michelly, por Gisela Simona (PROS), e outras mulheres que fazem parte do time de Abílio.

A segunda pergunta foi feita pelo candidato Abílio, que questionou o investimento de R$ 500 mil em placas solares na Estação Alencastro e a economia gerada por elas. O prefeito citou o conforto dos usuários e facilidades, como uma televisão que mostra o tempo que os ônibus demoram a chegar ao local. O vereador então responde e disse que a economia gerada é de R$ 56.

Na terceira pergunta, o prefeito perguntou Abílio sobre o que fez pela causa animal. O vereador aproveitou a resposta para dizer que o prefeito não pagou as emendas parlamentares dele e do vereador Marcelo Bussiki (DEM) para instituições que trabalham na causa. Emanuel cita o Hospital Público Veterinário, que deveria ter sua construção iniciada, mas em razão de problemas na propriedade do terreno, precisou ser adiado. Ele disse que um novo terreno será escolhido e Cuiabá terá o primeiro Hospital Veterinário público de MT.

Na quarta pergunta, Abílio questiona onde foram aplicados R$ 162 milhões encaminhados pelo Governo Federal para combate à Covid. Emanuel agradeceu apoio do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia e citou a abertura de centenas de leitos de UTIs, como no Hospital Municipal de Cuiabá e no antigo Pronto Socorro de Cuiabá. Após isso, Abílio lembrou da compra de drones pela Prefeitura e Emanuel do deboche do candidato, que usou sacola plástica para ‘se proteger’.

SEGUNDO BLOCO

O primeiro a fazer pergunta no segundo bloco foi Abílio, que foi sorteado com o tema combate à corrupção. Abílio questionou o prefeito sobre afastamento e prisão de secretários da gestão Pinheiro por suspeita de corrupção. Em resposta, Emanuel disse que em sua gestão não houve corrupção e que todos envolvidos em supostos casos de corrupções foram afastados e que o nome dele não está envolvido em nenhum dos casos.

Na segunda pergunta, Emanuel questiona Abílio qual o plano dele para a educação infantil. Abílio cita orçamento da Secretaria de Educação, problemas estruturais em escolas e diz que vai aprender com municípios que tem melhor pontuação no Ideb (Índice da Educação Básica), como em Lucas do Rio Verde. Emanuel, na réplica, promete criar 4,8 mil vagas para a educação infantil.

Na sequência, Abílio questiona Emanuel sobre quantos empregos gerou e quantas empresas ele trouxe para Cuiabá. Emanuel, então, cita programas como o Programa Pós Pandemia (PPP), que segundo Emanuel deve ser o maior programa de recuperação econômica da história de Cuiabá. Ele promete isenção de IPTU para empresas que precisaram fechar as portas e estimular a economia criativa, além de oferecer uma linha de crédito de R$ 35 milhões. Abílio critica marketing em nomes de programas e promete desburocratizar a iniciativa privada.

Na quarta pergunta, Emanuel perguntou como Abílio pretende resolver o problema habitacional de Cuiabá, que citou novamente o orçamento da Secretaria de Regularização Fundiária e que Emanuel concluiu os residenciais Nico Baracat 1, 2 e está entregando o terceiro. Abílio promete incentivar construções das ‘casas verde e amarelo’, programa do governo federal. Prefeito Emanuel lembra que obra ficou abandonada por anos e entrega só foi possível porque o filho, deputado federal Emanuelzinho (PTB), articulou recursos em Brasília.

TERCEIRO BLOCO

No terceiro bloco, as perguntas foram de livre escolha dos candidatos. O primeiro a perguntar foi Emanuel Pinheiro, que questionou Abílio sobre os servidores públicos. Ele prometeu fazer o ‘maior programa de valorização dos servidores públicos’ e prometeu fazer uma parceria com a candidata derrotada Gisela Simona. O candidato também citou que quer reduzir a máquina e que quer criar programas de assistência médica nas Upas e Policlínicas. Em seguida, Emanuel citou a ‘política de desmonte’ dos aliados de Abílio, Roberto França (Patriota) e do governador Mauro Mendes (DEM).

A seguir, Abílio perguntou a Emanuel sobre investimentos em políticas para beneficiar pessoas com deficiência e idosos, fornecimento de medicamentos, além de programas que atendam as pessoas com deficiências físicas. Emanuel lembrou o tratamento dados aos idosos, com as reformas dos Centros de Convivência dos Idosos (CCIs) e que manteve o programa Buscar. Ele também afirmou que quem vai desenhar as políticas públicas para deficientes físicos são eles mesmos na próxima gestão.

A terceira pergunta foi realizada por Emanuel que questionou o candidato sobre as propostas para o saneamento básico. Abílio disse que vai fiscalizar a Águas Cuiabá para garantir o cumprimento de metas e que a Prefeitura e a empresa devem estar com planejamento integrado para, primeiro realizar obras de saneamento e depois pavimentação. Na réplica, Emanuel cita o aumento de captação e tratamento de esgoto e melhora no fornecimento de água.

Abílio foi o último a fazer pergunta. Ele questionou o horário de atendimento das Upas e o problema da falta de médicos nas unidades de Saúde. Em resposta, Emanuel disse que a superlotação acontecia porque as Unidades Básicas de Saúde atendia somente até às 17 horas e, por isso, causava congestionamento das Upas. Ele citou o programa Hora Estendida, que aumenta o horário de atendimento e que o sistema de saúde está estruturado.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER