30 de Agosto de 2019, 16h:20 - A | A

Repórter MT / HERANÇA DE TAQUES

Emanuel afirma que Governo deve R$ 142 milhões para Cuiabá

O montante, segundo o prefeito, é referentes aos repasses atrasados e emendas parlamentares não pagas durante o Governo Pedro Taques.

KAROLLEN NADESKA
DA REDAÇÃO



O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que o Município de Cuiabá não recebe repasses financeiros do Governo do Estado desde que ele assumiu a Prefeitura, em 2017. Segundo o gestor, o governador Mauro Mendes (DEM) herdou uma dívida no montante de R$ 142 milhões, da gestão Pedro Taques (PSDB), no entanto, declarou que irá cobrar o novo Governo porque o Município precisa receber.

Emanuel explicou que R$ 60 milhões são referentes aos repasses atrasados da Saúde e outros R$ 80 milhões são recursos de emendas parlamentares da bancada federal para equipar o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), dinheiro usado por Taques para quitar dívidas da Saúde estadual.

“O governador Mauro Mendes está honrando do período dele para cá, mas Cuiabá não contratualizou com o CPF [Cadastro de Pessoa Física] do ex-governador Pedro Taques, pois, a contratualização foi com o Governo do Estado”, afirmou o emedebista durante a entrega do Centro de Tratamentos de Queimados do Novo Pronto-Socorro, nesta sexta-feira (30).

Sem a emenda, Emanuel apontou ainda que usou dinheiro da Fonte 100, ou seja, recursos próprios, para custear as obras do novo hospital.

Para terminar a obra da unidade de saúde, o prefeito também contou com ajuda do Governo Federal, na gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB), que destinou R$ 100 milhões para Mato Grosso, por meio do programa “Chave de Ouro”.

Com o fim da gestão, Taques não autorizou a devolução do valor antes de deixar o Palácio Paiaguás.

Entenda

A bancada federal de Mato Grosso conseguiu articular Congresso Nacional a liberação de R$ 100 milhões em emendas parlamentares, a serem destinadas ao Fundo Municipal de Saúde.

Entretanto, Taques decidiu usar R$ 82 milhões para outros fins, mas garantiu pagar o valor de forma parcelada à Prefeitura de Cuiabá, o que não ocorreu.

Emanuel pontuou que para a construção do Novo Hospital Municipal de Cuiabá, utilizou recursos de rendas de tributos, que cobriu o investimento de aparelhos e equipamentos de ponta para a unidade.

O prefeito foi claro em afirmar, também, que só conseguiu equipar o hospital por causa de outra emenda obtida, à época, pelo ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP).

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER