28 de Agosto de 2019, 15h:52 - A | A

Repórter MT / R$ 1 BILHÃO

Gallo crê que Senado vai aprovar empréstimo em até 2 semanas

O secretário de Fazenda destacou que está a um passo de efetivar a nova contratação com o Banco Mundial e quitar a dívida deixada pelo ex-governador Silval Barbosa.

RAFAEL MACHADO
DA REDAÇÃO



O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo demonstrou otimismo, apesar do pouco tempo que ainda resta, ao explicar os trâmites para a aprovação do empréstimo com o Banco Mundial. O dinheiro será usado para quitar a dívida com Bank of America, feita na gestão do ex-governador Silval Barbosa.

Em entrevista à Rádio Capital nesta quarta-feira (28), Gallo afirmou que o Estado está a um passo de efetivar a nova contratação, tendo em vista que o prazo da parcela vence dia 09 de setembro, às 18h, horário de Nova York. Ou seja, o Governo tem apenas 12 dias para conseguir o dinheiro.

“Já tivemos autorização da Secretaria do Tesouro Nacional, o parecer, e Procuradoria do Tesouro Nacional e agora está na mesa do ministro Paulo Guedes para ele encaminhar à Casa Civil, colher assinatura do presidente da República para então encaminhar ao Senado Federal”, enfatiza.

Embora a compra dos dólares ainda não tenha sido realizada, Gallo afirmou que a bancada de Mato Grosso no Senado tem dialogado constantemente com o governador Mauro Mendes (DEM) para viabilizar, dentro do prazo, a votação da proposta na Comissão de Assuntos Estratégicos e Econômicos (CAE). Mauro em entrevista recente, disse que o empréstimo junto ao Banco Mundial parece mais uma “Novela Mexicana”.

“O governador tem dialogado muito com os senadores Jayme, Wellington e Selma, e falou com o presidente do Senado, que conversou com o senador Omar, que é o presidente da CAE [Comissão de Assuntos Econômicos], que ele faria uma sessão extraordinária assim que o documento chegasse para que fosse feito pelo menos a leitura e a redesignação do relator”, contextualiza.

O Estado possui uma dívida com o Bank of America no valor de US$ 250 milhões, que foi acordada na gestão do ex-governador Silval Barbosa (ex-MDB) e, posteriormente, o mesmo acordo acabou sendo postergado pelo sucessor Pedro Taques (PSDB), em seu último mandato (de 2015 a 2018). Convertida em reais, a dívida, atualizada, gira em torno de R$ 1 bilhão aos cofres do Estado.

Para o secretário Rogério Gallo, “o maior desafio é fazer chegar esse assunto ao Senado ainda hoje”.

Ele também lembrou os desgastes por conta da judicialização no Supremo Tribunal Federal.

“É uma maratona com obstáculos. A gente enfrentou duas idas ao STF. Temos mais uma semana ou duas semanas que é o prazo para quitar essa dívida com o Bank of América. Se a gente não conseguir pagar será UU$ 400 milhões por conta de cada parcela de U$ 250 milhões”, complementa.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER