13 de Abril de 2020, 16h:33 - A | A

Repórter MT / ECONOMIA

Prefeito planeja retomar comércio em Cuiabá

ANDREIA FONTES
DA REDAÇÃO




Apesar de não descartar um lockdown, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, afirmou que começa hoje a criar um planejamento estratégico para retomada das atividades econômicas na Capital. Entretanto, enfatiza que isso vai ocorrer dentro do possível, no momento oportuno e de forma gradativa. “Não será da noite para o dia e nem na hora que eu quiser. Precisamos de dados que respaldem a saúde da população nesta guerra contra o novo coronavírus”.

O prefeito cumpre o artigo 38 de seu último decreto que estabeleceu essa segunda-feira, dia 13 de abril, como a data para iniciar esse planejamento.

Apesar de toda a preocupação em torno da disseminação do novo coronavírus, Emanuel Pinheiro destaca pontos positivos para a Capital de Mato Grosso, como o fato da capacidade instalada de leitos não estar 50% ocupada. Ele mesmo enfatiza que essa é uma das condicionantes para a retomada das atividades econômicas, estabelecida pela própria organização Mundial de Saúde (OMS).

Outro ponto importante para se retomar a atividade econômica Cuiabá também tem, que é o estrangulamento do setor produtivo local e a necessidade de uma medida urgente.

Entretanto, Emanuel Pinheiro enfatiza que há o terceiro e mais importante fator, que são os dados reais da pandemia. “Precisamos saber se temos controle ou se vivemos um bom momento justamente por causa das medidas adotadas. Cuiabá tem transmissão comunitária do novo coronavírus. Então, precisamos fechar estudos técnicos, que teremos no máximo até dia 14. Não é vontade do prefeito. Tenho tomado medidas duras, mas que são necessárias”.

O prefeito enfatizou que a doença tem atingido pessoas de todas as idades e, desta forma, não é uma questão apenas de isolar os grupos de risco. “Tem que ter todo o cuidado com a população, todo o cuidado sanitário. Por isso digo que é um plano estratégico de retomada gradativa, desde que se tenha essa margem de segurança”.

Emanuel Pinheiro disse que sua intenção hoje é passar a mensagem de um bom momento, mas que a população não pode esquecer que “teremos momentos difíceis pela frente”. “O inimigo invisível continua aí, ele é resistente, agressivo. O pico da doença está projetado para final de abril, o mês todo de maio e junho. Cuiabá não pode relaxar. Todas as medidas que tomarmos terão que ter segurança sanitária, segurança epidemiológica e segurança política com o intuito de proteger a saúde da população”.

A possibilidade de implantar lockdown na Capital, ou seja, a proibição total de movimentação, também não está descartada. Essa é uma das medidas que também serão discutidas na reunião do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, na tarde desta segunda-feira (13).

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER