15 de Março de 2020, 14h:15 - A | A

Repórter MT / CLIMA PESADO

Vereadores "estendem tapete vermelho" para Diego Guimarães sair do PP

O líder do prefeito, Luis Claudio, argumenta que não faz sentido Diego continuar no partido, que é base do prefeito, fazendo oposição.

RAFAEL MACHADO
DA REDAÇÃO




Um conflito interno do Partido Progressista de Cuiabá tem provocado atrito entre seus membros. A sigla, que é base do prefeito Emanuel Pinheiro (DEM), ocupando três secretarias e a posição de liderança na Câmara de Cuiabá, tem em seus quadros o opositor ferrenho ao emedebista, Diego Guimarães.

Para o líder do prefeito na Câmara, Luís Claudio, seu “colega” de legenda deveria aproveitar o período de janela partidária para mudar para outro partido que esteja alinhado com seu estilo político.

Ele comentou que o tapete vermelho já foi estendido e que agora aguarda a decisão de Diego.

“Nós temos até o dia 3 de abril para fazer essas movimentações partidárias. Eu sou do partido, obedeço as regras do partido, mas o vereador dissidente desde o início da legislatura optou por um caminho diverso. É preferível que o vereador Diego saia do partido na boa”, comentou.

“Nós já estendemos o tapete vermelho várias vezes mostrando o caminho da saída”, ressaltou.

No Executivo, o Progressista assume o comando de três pastas Obras (Vanderlúcio Rodrigues), Cultura, Esporte e Turismo (Francisco Vuolo) e Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico (Debora Marques Vilar).

“O partido tem que agora avaliar todas as posições, nós estamos com três secretarias, então é mais fácil fazer oposição fora de um partido da base de sustentação. Tem um monte de partido da oposição, que ele vá pra outro”, disse Luís Claudio.

Outro lado

Ao #reportermt, Diego Guimarães comentou sobre as declarações de Luís Claudio. Ele comentou que é uma honra receber tapete vermelho para não estar no mesmo lugar que seu “colega” de sigla.

“Eu fico feliz, pois cada vez mais eles me deixam convicto que estou no caminho certo. Afinal de contas, ele é na Câmara Municipal um procurador do prefeito do paletó”, disse.

O vereador falou que tem conversado com o presidente estadual da legenda, deputado federal Neri Geller, para manifestar sua insatisfação da forma que o partido esta sendo conduzido no âmbito municipal. Ele disse que Neri tem pedido calma e que vai tentar conduzir uma conversa para tentar aparar as arestas.

Segundo o parlamentar, caso a direção municipal não esteja disposta em ouvir suas propostas poderá aproveitar o período de janela para mudar de partido.

“O PP hoje em Cuiabá não funciona como partido político no Estado democrático de direito, ele funciona como se fosse uma confraria de puxa saco do Emanuel. Eu fico feliz que ele estendeu o tapete vermelho pra eu sair.  Se for pra eu sair, eu saio de cabeça erguida”, comentou.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER