28 de Setembro de 2019, 12h:43 - A | A

Repórter MT / CPI DA SONEGAÇÃO FISCAL

Wilson cita assassinato de delator e vê ligação do crime organizado com agronegócio; veja vídeo

Wagner Pimentel era delator da Operação Crédito Podre e denunciava esquema em sonegação de grãos.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



O deputado Wilson Santos (PSDB), que preside a CPI de Renúncia e Sonegação Fiscal, na Assembleia Legislativa, declarou em entrevista ao RepórterMT, que acredita que o crime organizado tenha atuação, em Mato Grosso, não só no setor de combustíveis, conforme denunciado em depoimento, mas também haja essa relação com o setor do agronegócio, já que um empresário assassinado em Cuiabá estava fazendo delação sobre um esquema de cerca de R$ 140 milhões de sonegação de comercialização de grãos.

“Wagner Pimentel já tinha começado a fazer a delação entregando um monte de gente boa e mataram ele. Quantos já foram assassinados e você não sabe? E nós não sabemos quantos foram assassinados. Essa é uma CPI perigosa”, destacou Wilson.

“Wagner Pimentel já tinha começado a fazer a delação entregando um monte de gente boa e mataram ele. Quantos já foram assassinados e você não sabe? E nós não sabemos quantos foram assassinados. Essa é uma CPI perigosa”, destacou Wilson.

Na entrevista o deputado ainda comenta que prevê uma série de declarações “bomba” e a intercorrência de diversos ‘solavancos políticos’ já que, segundo ele, estão mexendo com os financiadores de campanhas.

“Você vai ver quanta confusão vai ter, quanto deputado vai entrar e vai sair dessa CPI (...) Para sentar lá (e depor)  nos bastidores da CPI é uma briga, é uma guerra porque tem que ter três votos para convocar e esses poderosos têm defensores que a senhora não imagina”, comentou.

Wilson avalia que a CPI necessita de ao menos mais quatro anos para levantar as informações necessárias e apontar os autores da sonegação fiscal no Estado a fim de evitar mais prejuízos, já que só no setor de combustíveis, os depoentes da CPI informaram que a sonegação chega a quase meio bilhão por ano em Mato Grosso.

Veja o vídeo:

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER