14 de Setembro de 2021, 08h:46 - A | A

Poderes / RENÚNCIA E SONEGAÇÃO FISCAL

CPI deve convocar Galvan para depor sobre suposto uso de recursos públicos na Aprosoja

CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal vota o pedido sobre a convocação do presidente da Aprosoja

DA REDAÇÃO




O presidente da Aprosoja Brasil, Antônio Galvan, deve ser convocado para depor na CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal, na Assembleia Legislativa sobre o suposto uso de recursos públicos na Aprosoja Mato Grosso quando era chefiada por ele. Além disso, há a suspeita de que a instituição tenha financiado atos do dia 7 de setembro, o que levou o Supremo Tribunal Federal a pedir o bloqueio de contas da instituição.

O pedido para ouvir Galvan foi feito pelo presidente da CPI, o deputado Wilson Santos, na segunda-feira (13), mas não foi votado porque o deputado Valmir Moretto não estava presente. A votação deve acontecer na próxima reunião da CPI que ainda não tem data para ocorrer.

Leia mais:

Alexandre Moraes manda rastrear transferências feitas pela Aprosoja
Aprosoja tem contas bloqueadas por suspeita de patrocinar manifestações com dinheiro público
Aprosoja nega financiar manifestações e diz contribuir com inquérito

 

 Recentemente o filho do presidente da Aprosoja, Rafael Galvan, acusou o pai, em grupo de WhatsApp de malversação de recursos públicos.

 A CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal também pediu ao ministro do STF, Alexandre de Moraes que encaminhe os documentos que o levaram a pedir o bloqueio de contas da Aprosoja.

 

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER