29 de Julho de 2021, 12h:53 - A | A

Poderes / "CORTE DE VACINAS"

Emanuel critica ameaça de Mauro: "Município não aguenta vacinar e vai reter doses?"

Prefeito de Cuiabá pediu que a Comissão Intergestores Bipartite vete proposta do governador para "cortar" repasse de vacinas.

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO




O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), teceu críticas ao governo estadual pela intenção de reter a vacina contra a covid-19 dos municípios que não conseguirem aplicar mais de 75% das doses recebidas. Para o gestor, o Estado deveria acolher e entender as dificuldades desses municípios.

“O município já não está aguentando vacinar e o senhor vai fazer o quê? Vai tomar a vacina dele?”, criticou Emanuel durante entrevista à rádio CBN Cuiabá, na manhã desta quinta-feira (29).

Leia também:
Botelho busca consenso com Mauro para isentar servidores com doenças incapacitantes

Governo diz que deputado espalha fake news por interesse de grupos econômicos

A possibilidade de retenção das doses foi apresentada pelo governador Mauro Mendes (DEM) e pelo secretário de Saúde Gilberto Figueiredo na segunda-feira (26). Na ocasião, os gestores enviaram vídeo para os prefeitos informando que pelo menos 35 cidades não conseguiram aplicar sequer 75% das doses recebidas.

 

Conforme Mauro, o governo vai expor esses municípios nas redes sociais, para que a população cobre os prefeitos, mas também vai pedir para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) a autorização para que deixe de enviar novas doses de vacina a essas cidades.

Para o prefeito da Capital, o Estado age errado ao fazer essa ameaça. Entre duras críticas, Emanuel avaliou que a baixa cobertura na vacinação contra a covid-19 também é responsabilidade do Estado, mas que o governo estaria tentando terceirizar toda a culpa pela baixa aplicação de doses.

O prefeito ainda pontuou que mais de 60% dos municípios do interior são de pequeno ou médio porte e, por isso, dependem dos governos federal e estadual, assim como também de emendas dos deputados federais e senadores.

“Precisava de um líder para chegar e falar: município tal, você está com um índice muito baixo de vacinação. O que você está precisando? Como o Estado pode te ajudar?”, avaliou.

Atualmente, segundo ranking do governo estadual, Mato Grosso tem 12,10% da população 100% imunizada, ou seja, com as duas doses de vacina contra a covid-19 ou a dose única da Janssen aplicadas. Já em relação aos municípios, a maior cobertura vacinal é de Porto Estrela, onde 37% da população está completamente imunizada. No caso de Cuiabá, segundo o ranking, 14,05% dos moradores já estão imunizados.

Apesar da intenção de Mauro, a proposta de retenção das vacinas dependerá de aprovação da CIB.

Comente esta notícia



GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Rua das Orquídeas, 247 Bosque da Saúde Cuiabá - MT 78050-010

(65)33583076

RepórterMT
G5 NEWS
CONEXÃO PODER